Acadêmicos da Faculdade Unifama de Guarantã e Matupá participam de ação social realizada pela 14ª Subseção da OAB, em Peixoto de Azevedo

No último sábado (11-04), a 14ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil, que fica no município de Peixoto de Azevedo, realizou um projeto, denominado como “Fazer o bem sem olhar a quem”, que auxiliou a população que têm direito ao auxílio emergencial do governo, popularmente conhecido como “CORONAVOUCHER”.

Muitas pessoas em vulnerabilidade não têm acesso a um celular para baixar o App do Auxílio Emergencial, e com esse projeto conseguiram realizar seus cadastros e receberem orientações.

No evento foram distribuídas máscaras para a proteção das pessoas que foram até o local. Cerca de 272 pessoas foram atendidas pelo grupo da OAB e também voluntários, como os acadêmicos da Faculdade Unifama, dos municípios de Guarantã do Norte e Matupá.

O presidente da 14ª Subseção da OAB, Marcus Macedo, afirmou que estavam cobrando para realizar essas consultas: “Nós percebemos que muitas pessoas, nesse momento de pandemia, estavam buscando oferecer vantagem indevida cobrando para auxiliar os mais carentes para fazer o cadastro de auxílio emergencial, bem como a consulta. Essa ação social foi em conjunto com diversos voluntários da sociedade civil organizada, alunos da Faculdade Unifama de Guarantã do Norte e Matupá e advogados”.
O intuito da 14ª Subseção da OAB é realizar essa ação social no município de Guarantã do Norte, com data ainda a ser definida. “Nós estamos organizando para realizar essa mesma ação, esse mesmo atendimento com todos do distrito de União do Norte e também em Guarantã do Norte. Nós já tivemos o aceno do Cássio Brizzi Trizzi, que nos cedeu o espaço físico do auditório da Faculdade Unifama para realizarmos esse cadastramento”, afirmou Macedo.

A OAB precisa de doações de máscaras para serem distribuídas durante o evento, quem tiver o interesse em doar, podem estar entrando em contato no celular (66) 9 9902-0123.

Unifama FM/ Marcilene Ferreira