Acadêmicos de Agronegócio da Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte assistem palestra sobre viabilização da exportação via Miritituba –PA

Os acadêmicos do 1º e 3º semestres do curso de Tecnologia em Agronegócio da Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte assistiram, nesta quinta-feira (23), a uma palestra técnica sobre a BR-163: Mudanças em Guarantã do Norte com a viabilização da exportação via Miritituba-PA, ministrada pelo engenheiro agrônomo Sandro Marcelo Caravina, do Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT.

Durante a palestra, o engenheiro agrônomo Sandro retratou a realidade da comercialização/exportação de produtos do agronegócio, principalmente a soja, pelo porto de Miritituba, no estado do Pará, os impactos econômicos e sociais para as cidades do eixo norte da BR 163, no estado do Mato Grosso, bem como os problemas de infraestrutura que afetam este processo, as influências para o desenvolvimento na produção de grãos na região e projeções de crescimento nas áreas cultivadas e produção de grãos para a região e o estado como um todo.

Segundo o coordenador do curso de Tecnologia em Agronegócio, prof. Júlio César Santin, a palestra teve como objetivo levar ao conhecimento dos acadêmicos, informações referentes ao processo de exportação pelo porto de Miritituba – PA, e a importância para a região deste processo para os municípios que se encontram nas margens da BR 163: “Conhecer e entender os processos de exportação de produtos do Agronegócio, bem como a interação que o processo de exportação passando pela BR 163 para o porto de Miritituba e Santarém com cidades no entorno da BR, principalmente as que estão situadas nas proximidades da divisa com o estado do Pará”.

Assecom/FCSGN