Acadêmicos de Ciências Contábeis assistem Palestras sobre Fiscalização Preventiva e SPED 3.0

Com o objetivo de demonstrar a atuação fiscalizadora do CRC/MT e o quanto a tecnologia pode trazer produtividade para o ambiente de trabalho, os acadêmicos do curso de Ciências Contábeis, da Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte assistiram palestras sobre Fiscalização Preventiva e SPED 3.0, promovidas pelo Conselho Regional de Contabilidade CRC/MT e pela Delegada Regional de Guarantã do Norte-MT, Ivânica Vassoler Almeida.

A Palestra sobre Fiscalização Preventiva do CRC/MT, foi ministrada pelo sr. Leôncio Francisco Miranda da Silva, que afirmou que o CRC Conselho Regional de Contabilidade vem fazendo um trabalho efetivo de fiscalização e ainda tem surgido efeitos positivos, dos quais pode assegurar que os profissionais ruins estão mudando de profissão,já os que atuam na profissão de forma incorreta, contra o código de ética, estão sendo forçados a mudar sua metodologia de trabalho ou também tendo que mudar para outra profissão. Segundo o palestrante,  só ficarão os profissionais  que realmente fazem jus aos princípios e ao código de ética. Ele destacou que um dos serviços prestados antigamente de forma errônea e que está diminuindo devido à fiscalização e ao aumento das exigências é o DECORE – Documento utilizado para comprovar renda e reforçou para os acadêmicos a leitura aprofundada no Código de Ética do Contador, disponível no portal do CRC/MT, informando que no exame de Suficiência sempre tem de duas a  três perguntas pertinentes ao conteúdo. Diante da explanação, houve algumas perguntas que foram respondidas de forma clara e objetiva tornando a palestra dinâmica e proveitosa.

A segunda palestra da noite, com o tema SPED 3.0, foi ministrada pelo sr. Fernando Paz, empresário e consultor da empresa AGAPE. O empresário conceituou o Sistema Público de Escrituração Digital, obrigação acessória implantada pelo fisco em 2002 e que começou a ser cobrada rigorosamente no ano de 2008. Ele deixou evidente que este sistema tem contribuído muito para a diminuição da sonegação e, ainda, no início fez alguns empresários do segmento contábil perder cabelos, mas que hoje tem sido entendido como uma melhoria nas rotinas dos escritórios de contabilidade e uma redução nos gastos, reduzindo papel e espaço com a guarda de arquivos. Enfatizou que a tecnologia é uma ferramenta poderosa e quando usado de maneira correta, traz resultados positivos, como produtividade, cumprimento dos prazos e economia de tempo, logo, sobrando espaço para atender melhor seu cliente e, consequentemente, agregando valor ao escritório.

Para o coordenador do curso de Ciências Contábeis, professor Pablo Oliveira de Souza, as palestras foram fundamentais e extremamente proveitosas. Ele destacou a boa participação do Conselho Regional de Contabilidade CRC/MT e suas parcerias e afirmou que o conhecimento adquirido neste dia será de grande utilidade para o profissional e também para os acadêmicos.

Ascom/FCSGN