Formandos de Pedagogia apresentam Seminário sobre Temas Transversais

O 8º semestre do curso de Pedagogia, da Faculdade de Ciências Sociais de Guarantã do Norte apresentou, durante os dias 19 e 20 de outubro, um seminário sobre temas transversais, no auditório da Faculdade.

A turma foi dividida em grupos que realizaram pesquisa durante todo o semestre, culminando com o seminário. Os temas: Meio ambiente, Pluralidade cultural, Trabalho e Consumo, Ética foram apresentados na segunda-feira (19), enquanto os temas Saúde, Orientação Sexual, na terça-feira (20). Além da apresentação do seminário, os grupos organizaram dinâmicas para interagir com o público, composto por turmas dos 2º e 4º semestres de Pedagogia.

No segundo dia do evento, após a apresentação do seminário, houve uma palestra com o psicólogo prof. Anilso Getulio de Moraes Buchardt, sobre sexualidade. Para o psicólogo, a importância desta palestra está em desmistificar o sexo. “Nós erramos quando a gente tenta orientar baseado em mitos e tabus. A área da sexualidade, a sexologia, avançou muito para o campo do esclarecimento e a gente precisa aprender para ensinar a nossa criança, desde pequenininho, de onde vêm os bebês, o que é sexo, como se faz um sexo seguro. Porque as informações estão ai, ele vai ver as informações e, ainda, a maior credibilidade que é dado para a aquisição de conhecimento é primeiro com os pais e depois com os educadores. Então, eu vejo que o professor que tem essa visão mais clara da sexualidade e do sexo, ele vai poder fazer um trabalho melhor com as crianças”.

Para a acadêmica Alice Schaffer, uma das organizadoras do evento, o seminário foi extremamente positivo. “Através do apoio da professora Maria Alda Antonelli, na preparação do seminário, os discentes do 8° semestre de Pedagogia desempenharam um ótimo trabalho, e a palestra do professor Anilso Getulio de Moraes Buchardt superou as expectativas”.

Os Temas Transversais caracterizam-se por um conjunto de assuntos que aparecem transversalizados em áreas determinadas do currículo, que se constituem na necessidade de um trabalho mais significativo e expressivo de temáticas sociais na escola. O papel da escola ao trabalhar Temas transversais é facilitar, fomentar e integrar as ações de modo contextualizado, através da interdisciplinaridade e transversalidade, buscando não fragmentar em blocos rígidos os conhecimentos, para que a Educação realmente constitua o meio de transformação social.

Assecom/FCSGN